• Domina

Prazer em estar vulnerável.

Em praticamente todas as minhas transas eu era o cara que tomava a frente, partia pra iniciativa e conduzia as posições na hora da transa.


Sempre ouvia minhas amigas dizerem que gostava de homem com pegada, iniciativa, e assim fui me transformando nesse cara cobissado por muitas mulheres.


Mesmo eu gostando dessa relação de poder, dessa intensidade e da entrega que rolava das mulheres, eu sentia que meu corpo pedia mais. Eu também queria ser tocado, eu também desejava mais do meu corpo, sentindo calafrios e todas as sensações possíveis.


Pensando nisso, procurei uma profissional do sexo e me abri com ela. Era a Tina. No flat dela, já bem a vontade depois de uma transa intensa, como eu costumava ter, ela me convidou a conhecer outro cômodo que ela chamava de sala secreta.


Era na verdade um quarto escuro, com uma cama ao centro, paredes acolchoadas, um poste de polydance, muitos acessórios de fetiche e sado, entre produtos eróticos diversos. Olhei aquele quarto da porta de entrada, imóvel e sem reação, já traduzindo a surpresa que tive ao ver tudo aquilo.


Ela me tocou com ambas as mãos na cintura, encostou seu corpo nu ao meu e perguntou baixinho em meu ouvido: posso te apresentar a dominação do meu jeito?


O arrepio veio na hora. Um tipo de proposta que nunca havia recebido, sem nenhuma expectativa do que poderia acontecer, principalmente naquelas circunstâncias.


Fiquei calado por um instante e ela percebendo minha reação de dúvida, entra na minha frente, nua e perfeita, segurando minha mão e me puxando levemente para dentro do quarto, fechando a porta.


Ela me amarrou pelos punhos, vendo meus olhos e iniciou uma cadeia de jogos de toques, aromas, sabores e sensações de diferentes intensidades. Meu corpo vibrava com o tesão que ela estava me proporcionando, seja com as mãos, com a boca, seios, corpo, tudo que ela colocava no meu corpo me causava uma vibração diferente.


Nunca senti tanto prazer! Eu não estava no controle, mas a entrega para aquelas novas sensações me deram muito mais do que eu imaginava poder sentir.


A Tina virou minha especialista em dominação e agora, sempre a procuro quando quero me sentir nas mãos de alguém, que definitivamente me faz delirar.

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo